Quem sou eu

Minha foto

Olá! Sou professora de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação de Campinas e trabalho com inclusão escolar na rede regular de ensino, desde 2003. Atualmente atuo na Sala de Recursos Multifuncionais, fazendo o Atendimento Educacional Especializado para crianças com deficiência, TGD e altas habilidades no contra turno da escola regular. Sou casada, tenho dois filhos pequenos (meus ruivinhos lindinhos) e um cachorro fofo. Nossa família é cristã e sempre se reúne para orar, ler a Bíblia e fazer estudos bíblicos com as pessoas. Gosto muito de ler, cantar, tocar violão, meia lua. Também escrevo livros infantis e gosto muito desse trabalho. Tenho quatro livros publicados pela Editora Árvore da Vida,  artigos sobre educação e um livro digital publicado pela Saraiva: Josias - pé na cidade, coração no rio. Outros livros estão em andamento! Possuo quatro blogs:

Espero que você goste! Boa leitura!

terça-feira, 24 de maio de 2016

Sobre jogos e brincadeiras com as crianças.

Oi pessoal!
A postagem que o povo mais procura por aqui é a de jogos cognitivos, brincadeiras corporais... Fico pensando o quanto é importante brincar e, ao brincar, desenvolver as capacidades e habilidades das crianças. Quando tinha uma turma de 5 e 6 anos (atualmente sou professora de educação especial e atuo em sala de recursos), tinha uma regra na escola chamada "Sem Correria", pois como vocês sabem, as crianças não andam... Correm! E as rampas da escola não cooperavam, pois eram um convite delicioso para isso... Então, inventei com eles uma hora na rotina do dia, três vezes por semana, que se chamava "Correria 100". Eles logo foram dedar para a diretora, rsrsrsrsrss e ela veio me questionar que história era essa... Então, expliquei que haveria um momento para a correria no dia, que seria na quadra, chamado de Correria 100. Seriam uns cinquenta minutos onde brincaríamos de jogos tradicionais, como Pega- Pega, Mamãe da Rua, Mamãe Polenta, Balança Caixão... E muitas outras! Bem, com isso, pedi que as crianças fizessem com os pais e familiares uma pesquisa de suas brincadeiras de rua preferidas, quando ainda eram crianças e que algum membro da família escrevesse ao menos uma para nós aprendermos, acompanhada de um desenho feito pelo filho. Fizemos com isso um livro, chamado "Correria 100" e cada dia escolhíamos uma brincadeira para brincar. O "dono" da brincadeira, ou melhor, a criança responsável por ter trazido aquela brincadeira, a explicava para o grupo. Com isso brincamos de:

Pega-pega
Esconde-esconde
Pega Alto
Pega Baixo
Pega Passa por Baixo
Mamãe da Rua
Batatinha Frita 1, 2 3.
Mamãe Polenta
Mamãe da Rua
Balança Caixão
Barra Manteiga
Pique Bandeira
Polícia e Ladrão
Corda e suas variações...
E muitas outras...
E foi isso! Um trabalho incrível, divertido... Tivemos brincadeiras para muitos meses, com direito a repetição!
E fica a dica!




domingo, 17 de abril de 2016

Mudanças

Oi gente!
Sei que tem quem não goste de mudanças, mas dei uma mudadinha no layout desse blog... estava enjoada do fundo de bloquinhos! kkkk
Abraços!

quarta-feira, 13 de abril de 2016

A história de José - Gn. Proposta de atividade com o livro Eu conto com Deus

Pessoal,
Gosto muito da história da José. Fala de perdão, de crer em Deus, crer em suas promessas, ainda que não realizadas no momento, fala de perseverança, paciência, constância e comunhão íntima com Deus. Mas fala principalmente de fé.
No novo testamento, vemos que 


A fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.!Hb11:1

Pensando nisso, é uma das mais belas histórias da Bíblia para ensinarmos para as crianças.

Usamos para trabalhar com eles essa história, o poema 12 do livro Eu conto com Deus. Autora: Aline C Begossi. 




Como sugestão de canção, trabalhamos com as músicas:
(Coloco os vídeos para vcs aprenderem as canções)


Paz entre os irmãos
(CD Vida em Crescimento. música 4) Onde há o amor de Deus há também perdão. Onde há o perdão de Deus há reconciliação. É tão forte esse amor, Vence todo ódio e rancor E semeia a paz do Senhor entre os irmãos.

E ainda a canção:
SABER PERDOAR (2:45)
Se alguém te ofender, Tu lhe perdoarás? Se em tua face bater, A outra lhe darás?
Mesmo se te roubar, Ou te obrigar a andar; Ainda no coração, Deves lhe perdoar.
Coro: Isso é a expressão De Deus morando em alguém: “Cristo vos perdoou, Perdoai-vos também”.





quinta-feira, 17 de março de 2016

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Se eu fosse um elefante - cifra canção cristã infantil.

Segue uma canção muito lindinha para ensinamos às crianças!
Não importa como somos, Deus quer morar em nós e devemos louvá-Lo do jeitinho que Deus nos fez! Forte abraço!


Anônimo 
Tom: E

E
Se eu fosse um elefante
              A                             B
 Com a minha tromba eu iria louvar
E
Se eu fosse um grande urso polar
              F#                           B  
Com a minha barriga eu iria louvar
           E
Se eu fosse um peixinho lá no fundo do mar
           A                                  Am
Louvaria ao Senhor sem parar de nadar
            E           C#m
Mas nem elefante
          F#m                 B              E (A - E)
 Nem urso nem peixinho eu sou  
E
 Mas sou o que sou Tenho um coração
         A                               Am
Um grande sorriso e uma linda canção
       E            C#m    F#m
Se Deus me fez assim
       B                 E (A - E)

 Assim vou louvar

sábado, 19 de dezembro de 2015

Um homem de Deus! Canção infantil.

Hoje acordei com uma canção infantil na cabeça. Ela era assim:

Quando eu crescer
eu quero ser um homem de Deus,
eu quero ser alguém cheio de vida!
Eu quero ser alguém que
ame a Deus,
então escolho ser um homem
De Deus!

E mesmo sendo um garoto
a escolha é dada a mim.
Um homem de Deus é o que eu sou!
Um homem de Deus é o que eu quero ser!

Quando eu crescer
eu quero ser um homem de Deus,
eu quero ser alguém cheio de vida!
Eu quero ser alguém que
ame a Deus,
então escolho ser um homem
De Deus!

Não há nada mais nesse mundo
que eu deseje ser!
Não há nada mais nesse mundo
que valha a pena ser!

Ps: Depois tento achar a partitura...
Se alguém tiver, pode falar!
Abraços!

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Como educar os filhos em Deus - o importante papel dos pais na formação espiritual dos filhos.

Somos muitas coisas: cristãos, cônjuges, pais, trabalhadores... E também somos filhos. Como filhos, tivemos as nossas experiências, através daquilo que aprendemos com os nossos pais. Alguns passaram por boas experiências, outros não. Aprendemos de duas formas:
·         Admiração. 
·         Aversão.
Trazemos essas experiências quando nos tornamos pais. E muitas vezes, até o que considerávamos inadequado, reproduzimos novamente, mesmo sem querer... Porém nós, que cremos no Senhor, temos um novo nascimento! Temos um Pai, que é celestial! Ele é amor e justiça em natureza. Precisamos reaprender com Ele a missão de sermos pais. Como? Lendo a palavra e orando em todas as circunstâncias.

Temos três esferas de cuidado para com os nossos filhos, mas elas devem estar interligadas!




1-      CORPO
2-      ALMA
3-      ESPÍRITO

1-      CORPO:

Quase todos os pais fazem: alimentam, cuidam da saúde, da higiene, da alimentação. Providenciam vestimenta, alimento, remédios... A dificuldade é quando alguns pais dão atenção quase que unicamente a esse aspecto.

2-    ALMA:

2.2    Educação:
               
Precisamos nos revestir de nossa autoridade enquanto pais.
               Como? Conhecendo a palavra e nossa responsabilidade, que é só                   nossa, de conduzir nosso filhos na disciplina e admoestação do                     Senhor.
                Nosso Pai é firme e amoroso, justo e misericordioso.


               
Situações e sentimento que derrubam a autoridade dos pais:

         Excesso de rigidez, castigos indevidos, sem moderação, desproporcionais, descontar nas crianças as dificuldades do dia a dia – falta de justiça e misericórdia. Não tocam na consciência da criança.
·      










   Permissividade - normalmente pela culpa diante da falta de tempo. Permissividade e compensação material ao invés de investimento espiritual e afetivo – geram crianças superficiais e de caráter frouxo, que muitas vezes envergonham os pais.  O que o nosso Pai celestial mais quer? Nossa presença. Nosso tempo.
Como é o tempo que temos dado aos nossos filhos? Esse tempo é de qualidade, nele vemos amor, dedicação, atenção, diálogo correção adequada?

3-      CUIDAR DA SAÚDE ESPIRITUAL DOS FILHOS:

·        
  Dar importância para as dificuldades das crianças. Ouvir com atenção seus medos, dificuldades, frustrações e não menosprezar seus sentimentos. Ler nas crianças até mesmo aquilo que ela não diz e ajudá-la a verbalizar para que ela ore conosco e seja ajudada. Trazer o Senhor nessas experiências.
·         









   
Acreditar na capacidade da criança de conhecer e receber o Senhor, ainda criança. Não contar os fatos bíblicos como se fossem meras historinhas. A palavra é o sopro de Deus. Ela transmite o Senhor. Quando for ensinar a palavra, ensine Cristo nela, pregue o evangelho, relacione com a vida deles. Simplifique a palavra ao nível das crianças, mas não tire o poder de Cristo, a obra Dele.

·      
   Trabalhar desde cedo nas crianças a consciência do pecado, da justiça de Deus e da obra de redenção do Senhor. Elas precisam não apenas saber o que é certo ou errado, mas o que é vontade ou não de Deus, serem levadas ao arrependimento quando erram e ao sentimento de perdão da parte de Deus, quando genuinamente se arrependem. Trabalhar questões do dia a dia, como falar palavras feias, mentira, desobediência, brigas, furto... Enfim o que fere ao Senhor e impede a nossa comunhão com ele.